Quarta-Feira, 13 de Fevereiro de 2019, 15h:06

Tamanho do texto A - A+

Hidrelétrica nega que qualidade da água seja causa da mortandade de peixes no Rio Teles Pires

Por: KHAYO RIBEIRO

Por meio de nota, a Usina Hidrelétrica (UHE), de Sinop (500 Km de Cuiabá), negou que a qualidade da água do reservatório fosse a causa da mortandade de peixes no Rio Teles Pires. A UHE assumiu que a fauna do rio foi comprometida após a abertura das comportas da usina, no dia 03 de fevereiro. A Sinop Energia apontou que diversas ações estavam sendo realizadas, a fim de compreender e diminuir a mortalidade dos peixes na região. O esclarecimento foi divulgado pela comunicação da usina nesta quarta-feira (13). 

 

Reprodução

peixe morto

 

Na nota de esclarecimento, o Empreendimento informou que a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema-MT), o Ministério Público Estadual (MPE) e o Ministério Público Federal (MPF) foram informados da situação, por meio de comunicado oficial.

 

"Como uma das principais medidas imediatas, foram colocadas equipes para o recolhimento ou resgate de peixes, da mesma forma para a coleta de dados e medições da qualidade da água em 18 pontos à jusante, sendo, 4 pontos junto ao barramento da UHE Sinop e mais 14 pontos distribuídos a cada 2 Km ao longo do rio Teles Pires, na parte de remanso do reservatório da UHE Colíder", narra trecho do documento.  

 

Segundo a comunicação da Sinop Energia, as comunidades próximas já teriam sido informadas para não consumirem os peixes mortos.  

 

Em jornais televisivos, pescadores da região apontam os trabalhos realizados na usina são a causa da morte do pescado.  

 

Diante dessa situação, o Ministério Público de Mato Grosso (MPE) ingressou com ação civil pública com pedido liminar requerendo que seja suspenso o enchimento do reservatório da usina e o fechamento imediato do Sistema de Transposição de Peixes da Usina Hidrelétrica de Colíder. Eles pretendem evitar que continue ocorrendo mortandade dos animais.

  

Confira a nota de esclarecimento na íntegra abaixo: 

 

Em atualização aos fatos ocorridos na tarde do dia 4 de fevereiro, ou seja, 24 horas após a primeira abertura das comportas do vertedouro e fechamento das adufas, da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop, ocasionando a morte de peixes a jusante (abaixo) do barramento, no município de Itaúba, a Sinop Energia informa que imediatamente e com tempestiva prontidão executou diversas ações mitigatórias, sendo elas: 

 

Comunicação aos órgãos competentes: a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA/MT), MPE e MPF foram informados por meio de comunicado oficial emitido pelo Empreendimento; Como uma das principais medidas imediatas, foram colocadas equipes para o recolhimento ou resgate de peixes, da mesma forma para a coleta de dados e medições da qualidade da água em 18 pontos à jusante, sendo, 4 pontos junto ao barramento da UHE Sinop e mais 14 pontos distribuídos a cada 2,0 km ao longo do rio Teles Pires, na parte de remanso do reservatório da UHE Colíder. Quanto ao monitoramento da qualidade da água nesse trecho, vem sendo realizado diariamente e compartilhado com a SEMA para a observação e avaliação das condições gerais do rio Teles Pires, o que tem revelado evoluções positivas; Em conjunto com essas ações, foram realizadas análises das causas da mortandade de peixes, sendo essas causas identificadas única e exclusivamente à jusante da UHE Sinop e não à montante, sendo normais todos os parâmetros da qualidade de água no reservatório em formação da UHE Sinop, medidos antes e durante o evento; Decisão pela Sinop Energia de abrir progressivamente as comportas do vertedouro para aumentar a taxa de renovação da água no trecho abaixo da usina; As comunidades foram informadas pela comunicação e alertadas para não consumirem os peixes mortos.

 

A Sinop Energia informa ainda, que não mediu esforços e recursos para atender ao evento, buscando rapidamente mitigar o ocorrido e reestabelecer as condições naturais do trecho envolvido no rio Teles Pires abaixo da usina.

 

Apesar da ocorrência do evento, a Sinop Energia assegura, como também pela manifestação formal do Governo de Mato Grosso, que o reservatório da UHE Sinop está sendo formado com boa qualidade de água, não havendo nenhuma relação ou fato que motivasse a morte dos peixes pela qualidade da água do reservatório.

 

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei