Quinta-Feira, 11 de Julho de 2019, 14h:00

Tamanho do texto A - A+

Vídeos mostram momento em que suspeito e vítima dão entrada em quarto de hotel

Por: KHAYO RIBEIRO

Vídeos obtidos pelo HNT/HiperNotícias mostram o momento em que Daniel Domingos Mendes, 39 anos, suspeito de matar Luciana Aparecida da Silveira, 32 anos, e a vítima dão entrada no Hotel Trevo em Várzea Grande - local onde a mulher foi encontrada morta, na manhã de quarta-feira (10).

Montagem/HiperNotícias

Luciana Aparecida e Daniel Domingos

 

Nas filmagens, é possível ver o momento em que o suspeito entrega uma quantia de dinheiro para uma pessoa na recepção do estabelecimento, no que parece ser o pagamento da estadia no hotel.

Em outro registro, Daniel Domingos e Luciana Aparecida aparecem juntos na recepção, próximos ao caixa. Os dois ficam naquele ambiente por algum tempo até que caminham lado a lado para outro cômodo.

No último dos três vídeos, a vítima e o suspeito reaparecem caminhando próximos um do outro em uma área externa do hotel. Esta filmagem, de apenas 14 segundos, não revela para qual ala do estabelecimento os dois se dirigem.

Relembre o caso

Luciana Aparecida da Silveira foi encontrada morta, na manhã de quarta-feira (10), em um quarto do Hotel Trevo, na Avenida governador Júlio Campos, no bairro Chácara dos Pinheiros, em Várzea Grande.

A vítima, segundo informações preliminares da Polícia Militar, chegou ao estabelecimento acompanhada de Daniel Domingos Mendes. Logo depois, o homem saiu do local e deixou Luciana sozinha no cômodo.

Funcionários suspeitaram da atitude suspeita e, quando foram ao quarto, encontraram a mulher desacordada. Rapidamente, os trabalhadores acionaram uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que foi ao hotel e constatou a morte da jovem.

O corpo de Luciana foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para que fosse realizado o exame de necropsia, que aponta a causa da morte da vítima.

Apenas algumas horas após a mulher ter sido encontrada morta no hotel em Várzea Grande, o suspeito foi achado enforcado, na comunidade rural de “Barcada”, em Jangada (70 km de Cuiabá).

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1