Terça-Feira, 22 de Maio de 2018, 15h:14

Tamanho do texto A - A+

Jornalista denuncia Selma Arruda, Ranalli e Bolsonaro por propaganda irregular

Por: JESSICA BACHEGA

A juíza aposentada Selma Arruda (PSL), juntamente com o policial federal Rafael Ranalli (PSL) e o pré-candidato a presidente da República deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), foram denunciados ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por propaganda eleitoral antecipada. A queixa foi protocolada nesta segunda-feira (21) e pede medidas contra os pré-candidatos.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

selma arruda

 Juíza Selma Arruda

A denúncia feita pelo jornalista Rodrigo Rodrigues, tem como base a ação promovida pelo policial, acompanhado por assessores da magistrada, na Avenida Fernando Côrrea da Costa, uma das mais movimentadas da Capital, na qual distribuíram adesivos aos motoristas no sábado (19). O material continha a fotos dos três denunciados. No local, os promotores do “adesivaço” ostentavam um grande boneco inflável com a imagem de Bolsonaro.

 

Todos os citados são pré candidatos nas eleições de outubro. Selma Arruda pleiteia o cargo de senadora. Ranalli está com nome disponível a cadeira de deputado federal e Bolsonaro anunciou candidatura à Presidência da República. 

 

Consta na denúncia que, além da distribuição de adesivos, o trio ressaltava suas qualidades, confirmavam candidatura e pediam apoio aos motoristas que passavam pelo local da data. Tal ação configura campanha extemporânea. 

 

Arquivo Pessoal - Facebook

ranalli

 

“O evento que teve nítida intenção de angariar votos, visando uma futura candidatura dos Representados, foi realizada em via pública, em que o acesso ao local ocorreu de forma irrestrita a todos os condutores de veículos e pedestres que transitavam na via”, diz trecho do documento.

 

De acordo as normas para propagandas eleitorais, as divulgações estão vetadas em período anterior a 16 de agosto. A propaganda não pode infringir o princípio de direito igualitário entre os candidatos. 

 

Juntamente com a denúncia foi oferecido mídia digital a filmagem do ato na referida Avenida.

 

No documento o denunciante requer apreensão do material utilizado, busca e apreensão na casa dos denunciados. Requer as empresas que venderam os produtos que prestem esclarecimentos sobre o material.

 

A assessoria da juíza foi procurada e informou que não foi informada da denúncia. O policial Ranalli disse que ainda não foi notificado.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1



2 Comentários

eurides - 23/05/2018

O Lula viajava em campanha com o dinheiro público e ninguém falou nada.

Carlos Nunes - 22/05/2018

Peraí,tio Lula viajou com um monte de ônibus, fazendo discurso, prometendo o mundo e o fundo...até houve tiro no ônibus. Estava em campanha eleitoral ou não estava? Ou tava só passeando? Se não fosse preso, tava fazendo campanha até hoje, ou não? Não apareceu TRE pra dizer nada...Dizem que a nova lei mudou tudo...tio Lula só era pre-candidato, e pôde apresentar propostas, fazer promessas. Gostei só duma ideia do tio Lula...se for eleito: desmanchou todas as Reformas do tio Temer, e faço outras melhores. É, as Reformas do tio Temer são ruins pra burro. Nessa concordo com ele.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA