Quarta-Feira, 08 de Agosto de 2018, 07h:39

Tamanho do texto A - A+

“Se autorizou Janaina não tem razão para não autorizar o prefeito”, diz Pinheiro

Por: ANA FLÁVIA CORRÊA

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), já declarou apoio à candidatura do senador Wellington Fagundes (PR) ao Governo, apesar de sua sigla estar na coligação do ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM), que também é candidato.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

Emanuel pinheiro

 

Ele, no entanto, precisa pedir oficialmente para que o líder de seu partido, o deputado federal Carlos Bezerra, o autorize a apoiar outra coligação. No último domingo (5), a sigla permitiu que a deputada estadual Janaina Riva (MDB) fosse liberada para apoiar Fagundes, seu sogro. 

 

“Se Carlos Bezerra autorizou a Janaina Riva não tem razão de não autorizar o prefeito de Cuiabá”, disse durante entrevista nesta terça-feira (7). 

 

O prefeito explicou que ainda não fez o pedido oficialmente, pois estava aguardando passar o período das convenções. Ele disse que o projeto da candidatura de Wellington é antigo e que seu partido, inclusive, fazia parte do grupo de apoiadores. No entanto, classifica como uma “mudança de curso” a coligação com Mendes. 

 

“Quero conversar primeiro porque não quero que nada pareça como deslealdade ou infidelidade partidária. Tenho o maior respeito pelo meu partido, sou grato ao meu partido e tenho maior respeito pela biografia política do deputado Carlos Bezerra, mas democracia é isso”, afirmou. 

 

Além da questão política, Pinheiro tem motivos pessoais para apoiar Fagundes. Seu filho, Emanuelzinho, é candidato a deputado federal pelo PTB, partido que está ao lado do republicano. Contudo, o prefeito não compareceu na convenção que oficializou a candidatura de Emanuelzinho por respeito a sua sigla.

 

Leia também 

MDB libera Janaina para pedir voto para Fagundes

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei