Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 10h:06

Tamanho do texto A - A+

Mendes pede cuidado para que CPI da Energisa "não vire politicagem"

Por: FERNANDA ESCOUTO

“Cuidado para não fazer politicagem”, a declaração é do governador Mauro Mendes (DEM), que pediu cautela nos trabalhos realizados pelos deputados estaduais na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investiga possíveis irregularidades da empresa concessionária de energia elétrica de Mato Grosso, a Energisa. 

Alan Cosme/HiperNoticias

mauro mendes

 Governador Mauro Mendes

Durante coletiva de imprensa, na última sexta-feira (18), Mendes concordou que o preço da tarifa está alto, entretanto justificou que a regulação dos serviços da Energisa não está sob a tutela do governo estadual, e sim da Agência Nacional da Energia Elétrica.

“Está caro. Quem regula isso é a Agencia Nacional da Energia Elétrica, não é um problema que está sob a tutela do Estado. Nós vamos acompanhar isso, como governo, vendo as informações. Cuidado para não fazer politicagem. É muito comum acontecer distorções de informações”, afirmou o chefe do Executivo.

“Com verdade e honestidade vamos estar ao lado para fazer aquilo que é melhor para a população de Mato Grosso”, completou Mendes.

A CPI da Energisa, instaurada nos últimos dias na Assembleia Legislativa, foi proposta pelo deputado estadual Elizeu Nascimento, que em justificativa para a abertura da comissão, destacou que o pedido teve como base um abaixo-assinado que reuniu 10 mil assinaturas de consumidores que estão revoltados com o alto preço da tarifa e o péssimo atendimento da empresa.

Dezenove parlamentares assinaram o requerimento para que a comissão fosse instaurada na Casa de Leis.

Na última semana, o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (DEM), realizou uma audiência pública para também discutir a qualidade dos serviços prestados pela Concessionária de Serviços Públicos de Fornecimento de Energia Elétrica.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei