Quinta-Feira, 15 de Agosto de 2019, 16h:05

Tamanho do texto A - A+

Mendes defende Garcia e minimiza atrito com cacique do DEM

Por: FERNANDA ESCOUTO

O governador Mauro Mendes (DEM) colocou "panos quentes" nesta quinta-feira (15) no aparente atrito entre os correligionários Fábio Garcia e Júlio Campos, presidente estadual da sigla e cacique da legenda, respectivamente.

Alan Cosme/HiperNoticias

julio campos/fabio garcia

O ex-governador Júlio Campos e o presidente do Democratas, Fábio Garcia

Ocorre que Garcia anunciou o secretário-chefe de Gabinete de Mendes, Alberto Machado, o Beto 2 a 1, como o novo presidente do Democratas de Cuiabá esta semana.

No cargo de vice-presidente entrou o ex-vereador Domingos Sávio, assessor do presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho. Na tesouraria, o advogado Pascoal Santulo. José Rodrigues, Marcelo Oliveira e Thiago França também fazem parte da nova direção.

Entretanto, Júlio Campos criticou o posicionamento do presidente estadual do DEM, pois ele teria nomeado os novos membros sem consultar o partido. Fato que foi negado, inclusive, pelo governador do Estado.

“Eu sou membro do DEM. O Fábio Garcia me consultou sobre isso, eu o vi consultando outros membros na minha frente, inclusive o presidente da Assembleia, Eduardo Botelho. Acho que ele está agindo com tranquilidade”, disse Mendes nesta quinta-feira (15), durante entrevista coletiva.

“Nosso governador Júlio Campos é uma pessoa que tem uma história bacana, já foi governador, senador, tem direito de dar sua opinião. A democracia é isso, conviver com as divergências. Faz parte, e está tudo bem. Vida que segue e o meu principal papel é governar Mato Grosso e não ficar fazendo política nesse momento”, completou o chefe do Executivo, minimizando o atrito entre os correligionários.

ENTENDA O "CLIMÃO"

Após a divulgação dos nomes da nova diretoria municipal do DEM, o ex-governador Júlio Campos afirmou que o presidente estadual da sigla, Fábio Garcia, teria agido com precipitação, não pensando em um consenso.

“Os membros do DEM tradicional, os fundadores do partido, que estão há 40 anos juntos, ficaram de fora. Houve uma precipitação do presidente Fábio Garcia, no sentido de acelerar, sem fazer a reunião da executiva e isso aí gerou uma reação. Na sexta-feira (16) ele vai estar em Cuiabá, para contornar esse problema e fazer uma comissão provisória de consenso”, disse Júlio ao HNT/Hipernotícias.

Procurado pela reportagem, Garcia , negou mal estar dentro do grupo e destacou que os nomes escolhidos para direção municipal foram discutidos anteriormente.

“Os nomes que estão lá não são surpresa para ninguém. Está tranquilo. Júlio pediu uma reunião para sexta-feira e está tranquilo. Os nomes já tinham sido conversados. Quer colocar mais nomes? Não tem problema, a comissão provisória pode ter até 15 nomes”, despistou ele.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto




3 Comentários

Eudácio - 15/08/2019

Cuidado, Fabio, brigar com Julio Campos, é briga de cachorro-grande, aceite logo as exigencias do Julio, ou larga do DEM, pois todos que o enfrentaram terminaram mal, pois a macumbeira dele amiga do Sarney de Codó do Maranhão, estará em breve em Cuiabá.E ai...segura peão.

Luiz Eugenio - 15/08/2019

O unico que não pode dar palpite no DEM é esse cidadaõ Mauro Mendes, que foi acolhido pelo DEM quando foi expulso do PSB junto com sua turminha,e se elegeu pelo Partido e até agora não valorizou os seus companheiros de luta do municipios do Interior de MT. Aqui em Tangará que manda ainda é a turma do Taques e do Wellington, nós do DEM somos resto.

Getulio Maia - 15/08/2019

O Julio tem razao, nao e' justo e nem democratica os filiado do DEM tradicional, muitos fundadores do PFL ficarem de fora da Comissao Provissoria que ira' reorganizar o Partido em Cuiaba'.Aguardarei o desenrolar dos fatos, mais tem muita gente que acabou de filiar agora e ja' quer comandar, ai nao...

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA