Terça-Feira, 15 de Agosto de 2017, 10h:38

Tamanho do texto A - A+

"Ele não precisa", diz Éder sobre acusação de propina da Odebrecht para Blairo Maggi

Por: FELIPE LEONEL

O ex-secretário de Fazenda, Casa Civil e Copa, Éder Moraes, garantiu que o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), não participou de qualquer evento relacionado a pagamento de propina, como apontado pelo delator João Antonio Pacifico, executivo da Odebrecht.
 

Mayke Toscano/Hipernoticias

fifa/secopa/eder morais

"Eu duvido de que o ex-governador Blairo tenha tido qualquer participação num evento desses, de suposto pagamento de propina. Primeiro que ele não precisa, segundo que não tinha necessidade, terceiro que a campanha dele, ele praticamente banca sozinho", disse Éder, em entrevista à Rádio Capital FM, nesta terça-feira (15).

 

O suposto pagamento de propina teria ocorrido por solicitação de um "agente político estadual", que neste caso seria Éder, que teria procurado a Odebrecht pedindo a propina. Assim, os passivos de obras realizadas pela Odebrecht, na década de 90, no Estado, seriam pagos.

 

Éder rechaçou a acusação, afirmando que as declarações são "descabidas" e que não "fazem nenhum sentido". Éder disse também que Maggi nunca o autorizou a captar recursos financeiros para a  sua campanha ao governo estadual, no ano de 2006.

 

 

"Em nenhuma campanha, nem nessa, nem em qualquer uma outra, o governador Blairo Maggi me deu autorização para falar em recursos financeiros... As minhas participações nas campanhas eleitorais eram apenas no envolvimento com os movimentos sociais e todos sabiam disso", garantiu.

 

VAGA NO TCE

 

Éder também refutou as acusações de que o ministro teria participado na compra de uma vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Segundo Éder, a indicação de Sérgio Ricardo foi dada pela Assembleia Legislativa (AL), e que apenas Sérgio Ricardo, poderia dar esclarecimentos sobre as tratativas que o levaram até a Corte de Contas. 

 

"Eu não tenho nada a ver com isso e jamais foi pedido, negociado ou pago propina, pelo menos com participação de Éder Moraes e do ex-governador Blairo Maggi", finalizou. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 6

Leia mais sobre este assunto








Mais Comentadas