Quinta-Feira, 22 de Agosto de 2019, 08h:52

Tamanho do texto A - A+

Deputado pede liberação de R$ 159 milhões ao ministro do Meio Ambiente

Por: DA REDAÇÃO

Assessoria

XUXU DAL MOLIN

O deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC-MT) acompanhou a passagem do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ao município de Sorriso (398 km de Cuiabá) nesta quarta-feira (21) e entregou um ofício requerendo a liberação de R$ 159 milhões para execução do Projeto “Amazônia Legal Protegida Mato Grosso”, que está na segunda etapa e precisa ser implementada nos próximos anos.

Conforme o parlamentar, os recursos serão destinados à aquisição de um helicóptero exclusivo, o qual será utilizado no combate a incêndios, bem como a aquisição de um avião de monitoramento, 100 veículos de apoio terrestre e capacitação de pessoal de auxílio nas forças tarefas de combate a incêndios.

Dal Molin justificou que o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso, através do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), atua na prevenção e combate de incêndios florestais. O batalhão tornou-se uma referência para o Brasil ao completar 99,64% da 1ª etapa do Programa de Combate a Incêndios.

“O trabalho que essa equipe faz é algo que nos dá orgulho, mas muito trabalho ainda necessita ser realizado. Precisamos desse aporte para dar continuidade nas ações, que são indispensáveis para a proteção da Amazônia Legal. Fizemos um pedido de urgência, tendo em vista que as queimadas prejudicam o desenvolvimento do setor produtivo, a saúde da população e a fauna e flora deste Estado tão pujante”, pontuou o deputado, que coordenou a implantação da 1ª Base Aérea de Combate a Incêndios Florestais na Amazônia, localizada em Sorriso.

O ofício entregue ao ministro informa ainda que os recursos também serão utilizados na criação de um “Centro de Apoio Logístico Contra Incêndios Florestais do Sul da Amazônia – CALIFA”. “O CALIFA terá como foco principal o armazenamento de equipamentos e materiais que darão suporte as ações de combate ao fogo. Para favorecer toda a logística necessária ao atendimento”, destacou Xuxu Dal Molin.

Em resposta ao pedido do parlamentar, o ministro disse que é necessário fazer união de esforços nessa causa e também evitar desperdício de recurso público. “É extremamente correto fazer o investimento correto como foi feito aqui. Nós temos em todo país problemas de restrições orçamentárias, portanto aquilo que se investe tem que ter resultado eficiente, gerar relatório e mensurar como é que está sendo trabalhado o recurso público. Esse é um exemplo importante pra toda a região da Amazônia e que merece não só o apoio do governo do estado, que já é dado, mas também do governo federal e dos municípios. Preciso fazer uma união de esforços”, disse o ministro Ricardo Salles.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei