Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019, 08h:44

Tamanho do texto A - A+

Barbudo diz que PSL "dá material pra esquerda implodir partido"

Por: FERNANDA ESCOUTO

O deputado federal por Mato Grosso Nelson Barbudo afirmou que está "envergonhado" com a crise que se instalou no PSL, partido dele e do presidente da República, Jair Bolsonaro. A ‘briga’ interna gira em torno da eleição para a liderança da sigla na Câmara dos Deputados.

Reprodução

nelson barbudo e bolsonaro

 Nelson Barbudo e o presidente Jair Bolsonaro

“Envergonhado é a palavra, porque eu não participei disso. Eu previ a briga. Eu roguei ao Eduardo Bolsonaro pelo amor de Deus para que parem com isso. Nós estamos dando material para a esquerda implodir o nosso governo, não vamos por esse lado”, disse Barbudo durante entrevista ao portal VG Notícias, nesta segunda-feira (21).

A disputa pelo posto de líder do PSL na Câmara começou há duas semanas. Duas alas da sigla vivem um confronto: uma ligada ao presidente Jair Bolsonaro e a outra ao presidente do PSL, deputado Luciano Bivar (PE).

A ala bolsonarista já havia tentado, na última quarta-feira (16), emplacar o nome de Eduardo para o lugar de Waldir. Foram enviadas para a direção da Câmara duas listas com assinaturas de deputados do PSL pedindo a troca de líder. No entanto, aliados de Waldir entregaram uma terceira lista que, após análise da Câmara, prevaleceu sobre as demais, por ter mais assinaturas.

Barbudo, que foi acusado de ser traidor por ter assinado a lista que dava apoio a permanência de Waldir no cargo, ressalta que assinou o documento apenas por acreditar que não era necessário destituir o atual líder, pois as próximas eleições para líder na Câmara aconteceriam em dezembro.

“Não sou traidor, eu acompanho meu presidente. Mas eu avisei na última reunião, falei para o Eduardo esperar vencer os 60 dias do Waldir. E isso não é defesa do Waldir, mas eu sabia que tudo isso ia gerar uma crise. Eu sabia que a crise ia se instalar dentro do Palácio. Onde eu trai o Eduardo? Onde eu trai o Bolsonaro?”, questionou o deputado federal por Mato Grosso.

Após toda confusão da semana passada, Eduardo Bolsonaro foi eleito o novo líder do PSL na Câmara. Pouco antes da confirmação, Delegado Waldir (PSL-GO) divulgou um vídeo no qual reconhecia que a liderança havia passado para o filho do presidente. Todavia, fontes ligadas ao PSL, afirmam que a ‘novela’ ainda não acabou, e o ex-líder estaria planejando o seu retorno ao cargo.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei