Segunda-Feira, 16 de Setembro de 2019, 17h:10

Tamanho do texto A - A+

Primos são presos por executarem amigo durante discussão em MT

Por: REDAÇÃO

Dois primos, de 16 e 18 anos, foram presos no final da tarde deste domingo (15.09) por envolvimento no homicídio de um homem de 40 anos, ocorrido na quinta-feira (12), no distrito de Caramujo, em Cáceres ( a 225 km de Cuiabá).

Alan Cosme/HiperNoticias

policia militar a noite

 

Na ocasião, a dupla identificada como J.H.B.B, e o adolescente de 16 anos, procuraram os policiais militares e registraram um boletim de ocorrência alegando que tinham sofrido um roubo e que os supostos assaltantes tinham levado o homem identificado como G.A.A. Acrescentaram ainda que conseguiram fugir e na fuga ouviram dois disparos de arma de fogo.

Já com base no boletim de ocorrência deste domingo, a dupla levou duas pessoas identificadas como testemunha e comunicante até o local onde ocorreu o homicídio. Logo em seguida, já na unidade da PM, se entregaram e assumiram serem os autores do crime.

No BO, a testemunha e o comunicante disseram que foram levados pelos adolescentes até o local onde G. foi morto. Acrescentaram que viram o corpo que já estava em avançado estado de decomposição.

Os adolescentes alegaram que praticaram o crime motivados por uma  discussão e usaram um revolver artesanal calibre 22 e um facão para matar o homem. Depois do crime, jogaram as armas em um córrego. Logo em seguida, retornaram para o distrito de Caramujo e fizeram a falsa comunicação de crime alegando sequestro da vítima.

De posse da informação, os policiais militares acionaram a equipe da Politec e investigadores da PJC. Os suspeitos foram encaminhados à delegacia para as devidas providências.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei







Mais Comentadas