Segunda-Feira, 19 de Agosto de 2019, 18h:35

Tamanho do texto A - A+

Acusado de matar irmãos pode ser preso por obstrução de Justiça

Por: LUIS VINICIUS

O pecuarista Celzair Ferreira de Santana, 54 anos, acusado de atropelar e matar dois irmãos há 12 anos em Poconé - MT, corre o risco de ser preso por obstrução da Justiça. Isso porque o acusado teria sido visto no salão de beleza Stúdio Leblô, localizado no bairro Jardim Cuiabá, no último sábado (17), na Capital, um dia depois de conseguir adiar o júri pela morte das vítimas sob a alegação de estar internado num hospital da Capital, portanto, sem condições de comparacer ao Fórum.

Katherine Bittencourt e Diego Bittencourt

 

A presença do acusado no estabelecimento passaria despercebida caso, na sexta-feira (16), data em que iria a julgamento pela morte dos irmãos Katherine Louise Bittencourt, 19 anos, e Diego Guimarães Bittencourt, 14 anos, a audiência não tivesse sido desmarcada por conta de Celzair supostamente estar passando por problemas graves de saúde.

A reportagem teve acesso à petição da defesa do réu solicitando o adiamento do Juri, no qual consta que Celzair foi internado no Complexo Hospitalar de Cuiabá (antigo Hospital Jardim Cuiabá) no dia 14 de agosto com problemas cardíacos e que, diante disso, não poderia participar do julgamento marcado para o dia 16 de agosto, às 9 horas - ultima sexta-feira.

Na certidão, emitida pelo médico Ivo Delejo Moraes, consta que o pecuarista estava proibido de se locomover nas dependências da unidade médica. Porém, no sábado (17), a gerência do salão de beleza postou um stories (vídeos de curta duração) na rede social Instagram em que Celzair aparece sentado em uma cadeira mexendo no celular, aguardando a vez como um cliente normal, sem qualquer auxilio médico. O estabelecimento fica a aproximadamente 400 metros da unidade de saúde.

Diante disso, o advogado de acusação disse que reunirá as provas e encaminhará ao Ministério Público (MPMT). Caso seja comprovada a obstrução, Celzair poderá ser preso preventivamente por obstrução. Ele nuna foi preso pelo atropelamento.

O pedido de adiamento do julgamento foi deferido pela juíza Mônica Catarina Perri Siqueira, da Primeira Vara Criminal de Cuiabá. A magistrada será a responsável pela audiência, que ainda não tem data para ser realizada. O novo juri foi redesignado  para 29 de outubro.

Veja o vídeo 

O que dizem os citados

O HNT / HiperNotícias entrou em contato com a assessoria de imprensa do Complexo Hospitalar de Cuiabá, que informou que Celzair ficou internado na unidade entre os dias 14 e 17 agosto. Porém, uma gravação em poder do site, mostra que no sábado um funcionário do hospital afirmou que não havia ninguém com o nome de Celzair internado na unidade. Essa gravação também será encaminhada ao MP.

A reportagem entrou em contato com o consultório de Ivo, mas as nossas ligações não foram atendidas.

Outro lado

Nós tentamos falar com o advogado de defesa do pecuarista, Eduardo Mahon, mas as nossas ligações não foram atendidas.

O caso

De acordo com o Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT), o crime ocorreu em 18 de novembro de 2007, em uma das principais avenidas da cidade de Poconé (104 km de Cuiabá). Na data, o crime gerou indignação popular pelo fato de o réu ter atropelado as vítimas em aparente estado de embriaguez.

Inicialmente, o júri popular do acusado seria realizado no dia 4 de julho. Contudo, os promotores de Justiça vinculados ao caso atuaram no julgamento da Operação Mercenários no período. Assim, a sessão foi redesignada para ocorrer na sexta-feira.

Leia mais

Julgamento de pecuarista acusado de matar irmãos atropelados é cancelado

Avalie esta matéria: Gostei +7 | Não gostei







Mais Comentadas