Quarta-Feira, 16 de Outubro de 2019, 16h:44

Tamanho do texto A - A+

O Gallo e a Elefanta

Reprodução

Elefanta Ramba


“Sua posição, longe de ser de mercadoria (como era na vida de exploração que seus antigos donos lhe submetia), é agora a de hóspede, que procura para si um novo destino à margem daquilo que a maldade humana já lhe causou”. Com essas palavras o 
juiz da 1ª Vara Cível de Chapada dos Guimarães, Leonísio Salles de Abreu Júnior, proibiu a Secretaria de Fazenda de cobrar R$ 50 mil de ICMS como guia de importação da elefanta Ramba, que foi resgatada no Chile e passará a residir no Santuário de Elefantes de Chapada. Se o secretário Rogério Gallo decidir tributar as capivaras, Mato Grosso passará a ser superavitário rapidinho...

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei - 4







Mais Comentadas