Terça-Feira, 16 de Julho de 2019, 10h:01

Tamanho do texto A - A+

Facilitar para o criminoso

produção

momt


Inovando na sua forma de se comunicar, o MPMT distribuiu vídeo com Procurador Domingos Sávio de Arruda falando sobre os critérios adotados para negar o pedido de delação dos militares do caso Grampolândia. "Se não trazendo informações novas, se não for trazendo informações com um minimo de provas .... fica muito fácil para o criminoso...", diz Sávio no vídeo, descartando os pedidos de delação.

O Ministério Público também esclareu que desde junho de 2017, quando instaurou os Procedimentos Investigarórios Criminais, os processos só ficaram no MPMT cerca de 5 meses - do tempo total de quase dois anos. No restante do tempo os PIC´s ficaram com o próprio judiciário.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1



1 Comentários

Crítico - 17/07/2019

Tem que cortar na própria carne, sob pena de enfraquecer a instituição e perder a credibilidade junto a população.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA