Domingo, 15 de Julho de 2012, 17h:42

Tamanho do texto A - A+

Santos empata com Inter no Brasileirão; confira mais resultados da 9ª rodada

Sem D’Alessandro, Oscar, Leandro Damião, Rafael, Ganso e Neymar o confronto de Internacional e Santos ficou vazio

Por: UOL ESPORTE

Sem D’Alessandro, Oscar, Leandro Damião, Rafael, Ganso e Neymar o confronto de Internacional e Santos ficou vazio. Tão vazio que os times correram os noventa minutos e não conseguiram marcar um gol sequer. Em uma partida fraca, nem mesmo a expulsão de Juan - logo no começo do segundo tempo, alterou o cenário.

Assim, os dois times marcam passo outra vez. O Inter acumula o segundo tropeço em casa no Brasileirão. O Santos, por sua vez, segue sem conseguir botar uma bola na rede como visitante. Para o Colorado, acúmulo de 16 pontos. Ao Santos, a somatória de 9.

Do lado vermelho, as inúmeras baixas no ataque pesaram demais. Tanto que no final de jogo estavam em campo nomes como Maurides, Lucas Lima e até Otávio, de apenas 17 anos. No Santos, a estreia de Miralles foi discreta, muito discreta. Ainda assim, os comandados de Muricy conseguiram chances para vencer.

Um primeiro tempo fraco. Frio. Equilibrado, mas sempre pelo viés negativo. Sem quase todo o setor ofensivo, o Internacional padeceu até se encaixar com os garotos Lucas Lima e Mike. O segundo, aliás, parecia mais habituado. No Santos, Felipe Anderson centralizava toda tentativa de ataque.

E assim, alternando investidas sem sucesso, Inter e Santos passaram os primeiros 45 minutos. Do lado vermelho, Dagoberto se esforçava para chamar a responsabilidade. Ele deixou Mike na cara do gol, logo no começo do confronto. E o camisa 36 chutou em cima de Aranha.

Miralles, estreante no time de Muricy Ramalho, tocou três vezes na bola. Em uma delas, viu suas canelas rebaterem o lance. Na outra, deu passe lateral. E por fim, dentro da área, errou feito e fez um recuo para Muriel.

No vestiário, Dorival Júnior resolveu mexer. Sacou Jajá, que durante a semana treinou mais tempo como centroavante, e botou Maurides. Com outro prata da casa, o Inter não decolou. Nem mesmo com a expulsão de Juan, antes de cinco minutos.

O lateral esquerdo se envolveu em uma dividida com Lucas Lima. Após consultar o auxiliar, Wagner do Nascimento Magalhões decidiu dar o segundo amarelo para o lateral. Com um a menos, o Santos inverteu a lógica: ficou melhor. Dominou o Inter e teve mais chances.

Felipe Anderson e Miralles chegaram perto de Muriel duas vezes. Mas foi aos 22 a oportunidade mais viva dos paulistas. Após cobrança de falta da intermediária, Henrique desviou de cabeça. E aí o goleiro salvou. Em uma defesa de puro reflexo.

No desespero para mudar o quadro, Dorival botou Otávio – de apenas 17 anos. O Inter, então, conseguiu finalizar. O Santos, porém, ainda acumulava as melhores chances. Nos acréscimos, o Colorado tentou recorrer aos cruzamentos da linha de fundo E lançamentos longos. Até isso sem efeito.

Confira outros resultados:

FLUMINENSE x BOTAFOGO

Botafogo e Fluminense iniciaram a nona rodada do Campeonato Brasileiro no G-4, próximos ao líder Atlético-MG. No entanto, a vitória do time mineiro no dia anterior pressionou os cariocas no clássico deste domingo no Engenhão. E o resultado final não foi bom para nenhum dos times do Rio de Janeiro. O empate por 1 a 1 deixou os rivais mais distantes da equipe de Ronaldinho Gaúcho.

CORINTHIANS x NÁUTICO

O Corinthians deu o primeiro passo para curar a ressaca do título da Libertadores. Neste sábado à noite, na sua casa preferida, venceu o Náutico por 2 a 1, de virada, e fez a alegria dos mais de 20 mil presentes que foram ao Pacaembu para acompanhar a 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. A noite foi de Danilo, que não apareceu muito, mas foi decisivo com dois gols. Elicarlos havia aberto o placar para os visitantes.

ATLÉTICO MG x FIGUEIRENSE

Em um jogo repleto de alternativas, em que o duelo entre o estreante Loco Abreu e Ronaldinho Gaúcho foi apenas um dos muitos ingredientes, o Atlético-MG arrancou uma vitória dramática, por 4 a 3, sobre o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O alvinegro mineiro saiu à frente, chegou a estar perdendo por 3 a 1, mas conseguiu uma reviravolta no placar, garantindo a manutenção da liderança, com 22 pontos, independente dos resultados dos jogos de domingo.

PONTE PRETA x CORITIBA

O Coritiba ainda vive a ‘ressaca’ pela perda da Copa do Brasil. Apático e com muitos erros defensivos, o time de Marcelo Oliveira foi facilmente batido pela Ponte Preta, que fez uma convincente apresentação, criou inúmeras oportunidades, incluindo duas bolas na trave, e goleou por 4 a 1, no Moisés Lucarelli, em uma noite inspirada do atacante Roger, autor de três gols.

CRUZEIRO x GRÊMIO

Com gols dos ex-cruzeirenses Marcelo Moreno e Kleber, ainda na etapa inicial, o Grêmio venceu o Cruzeiro, por 3 a 1, na tarde deste domingo, no Independência, após duas derrotas seguidas, impondo ao oponente o seu terceiro tropeço consecutivo, o segundo em sua casa. Dessa forma, as equipe gaúcha, que iniciou a partida uma colocação atrás do adversário, o superou, chegando a 15 pontos, um a mais que o clube celeste.

BAHIA x FLAMENGO

O Flamengo superou as ausências de quatro titulares e venceu o Bahia por 2 a 1, no estádio de Pituaçu. A arbitragem, porém, favoreceu o clube ao assinalar pênalti inexistente. Na cobrança, Renato fez o segundo gol, de desempate. O Rubro-Negro atuou todo o segundo tempo com um jogador a menos, já que Luiz Antônio foi expulso no fim da etapa inicial. Os gols da partida foram marcados por Hernane e Renato Abreu, de pênalti, para os visitantes, enquanto Kleberson descontou para os donos da casa.

 

 

Credito: Imagem da internet
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto