Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019, 18h:39

Tamanho do texto A - A+

Ibovespa tem alta de 0,60% com mercado à espera de Previdência e acordo EUA-China

Por: CONTEÚDO ESTADÃO

O compasso de espera por definições dos cenários interno e externo limitou a recuperação do Índice Bovespa, que terminou esta quarta-feira, 26, aos 100.688,63 pontos, em alta de 0,60%, depois de ter caído quase 2% na véspera. A tímida recomposição das perdas, segundo operadores e analistas, foi resultado da cautela do investidor no aguardo pela votação da reforma da Previdência e pela possibilidade de um acordo comercial entre Estados Unidos e China.

A alta do Ibovespa foi mais intensa pela manhã, quando o mercado repercutia a rejeição do pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a notícia de que um acordo entre EUA e China estaria 90% concluído. Na máxima do dia, o Ibovespa chegou a subir 1,03% (101.126,24 pontos), embalado também pela perspectiva de votação da reforma da Previdência na comissão especial nos próximos dias, com possibilidade de inclusão de Estados e municípios.

As dúvidas quanto à data da votação, no entanto, aumentaram a cautela do investidor, segundo analistas ouvidos pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado. Hoje a comissão especial que analisa a reforma encerrou a discussão sobre o texto do relator Samuel Moreira (PSDB-SP), após mais de 30 horas de debates. A leitura do voto complementar que Moreira vai apresentar, no entanto, foi adiada para esta quinta-feira, quando também serão votados os requerimentos de adiamento da votação. Se esses pedidos forem derrubados, os deputados da comissão terão um prazo para apresentar destaques antes da votação.

"Quanto mais tempo levar o processo, mais dúvidas são suscitadas. E como já se sabe que a votação pode não acontecer nesta semana, o temor é de que a oposição e parte do Centrão se articulem para tentar adiar o processo. Assim, o mercado passa a ter dúvidas quanto à informação de que já há votos suficientes para a aprovação do texto", disse Ilan Arbetman, analista da Ativa Investimentos. Segundo ele, o movimento "lateral" do Ibovespa ao longo da tarde refletiu justamente a cautela diante do ambiente de incerteza.

O compasso de espera do investidor levou o Ibovespa a um desempenho mais fraco que a média dos países emergentes. Ao final da tarde, o MSCI Emerging Markets apontava alta de 0,95%. Na análise por índices setoriais, o destaque no dia ficou com os papéis do setor financeiro. O Ifinanceiro (IFNC) terminou o dia com ganho de 1,26%. Com o mercado de commodities valorizado no exterior, o Índice de Materiais Básicos (IMAT) avançou 0,75%.

(Com Agência Estado)

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei