Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019, 16h:30

Tamanho do texto A - A+

Sintep se reúne na Casa Civil para cobrar salários cortados que não foram pagos

Por: DA REDAÇÃO

HiperNotícias

greve dos professores.jpg

Professores estaduais terão uma reunião nesta quarta-feira (21), na Casa Civil, para tratar da dos salários cortados durante o período da greve, que após 75 dias foi finalizada em 9 de agosto. As aulas foram retomadas em 14 de agosto, há apenas seis dias.

A categoria afirma que o governador Mauro Mendes (DEM) não cumpriu o acordo de efetivar a devolução dos salários até esta quarta-feira (20). Eles esperam ainda que no próximo dia 10 de setembro a segunda parcela, referente a cortes de julho e salário de agosto, sejam pagas.

“Os profissionais estão sem receber o salário e não foram contemplados na folha complementar do dia 20. Um número significativo de trabalhadores/as da Educação não tiveram os seus subsídios depositados como prometeu o governo, até mesmo aqueles que retornaram antes do encerramento da greve e já estavam trabalhando desde o início do mês de agosto”, diz o Sintep em nota oficial.

Líder dos profissionais, Valdeir Pereira afirma que caso o calendário dos pagamentos não ocorra ficará claro a retaliação do governo aos profissionais da Educação, e afirma que buscará meios legais para resguardar os direitos, bem como, a convocação de atos públicos na capital e interior”.

“O Sintep-MT solicita esclarecimentos dos critérios que foram adotados pela Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso (Seduc-MT) quanto ao não pagamento, bem como, a imediata regularização dos mesmos. Além de cobrar quais serão os procedimentos adotados para efetuar o estorno imediato dos descontos salariais.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei







Mais Comentadas