Quinta-Feira, 11 de Julho de 2019, 08h:34

Tamanho do texto A - A+

Reconciliar para viver em paz

Por: DUMARA VOLPATO*

Divulgação

Dumara Volpato


Você já passou por momentos em sua Vida que só queria um pouquinho de paz? Sim, aqueles segundos em que o tempo parece parar e você pode se encontrar com o silêncio, se encontrar com você e refletir.

Todos nós passamos por conflitos no ambiente familiar, no trabalho e em nossos relacionamentos. Diante desses momentos o que mais queremos é a paz. E esse será o nosso assunto de hoje. 

Em tempos modernos a paz é um grande tesouro cada vez mais difícil de se encontrar em meio aos compromissos, metas e horários a serem cumpridos. Será  que estamos tendo tempo para a paz? Embora a correria do dia a dia não nos permita nos conectar com esse sentimento que nos traz tranquilidade e quietude, há caminhos que nos possibilitam acessar a paz e hoje vou falar de um deles  que é a reconciliação. 

Reconciliar quer dizer instaurar a paz, ficar em harmonia com alguém ou algo, apaziguar, pacificar. Podemos perceber que reconciliar é uma ação e, apartir do momento em que percebemos isso, podemos observar que ficar em paz depende muito mais de uma atitude nossa do que das pessoas ou situações que nos permeiam. Essa atitude de reconciliar deve começar dentro de cada um e só é possível através do autoconhecimento. Quando paramos e nos olhamos verdadeiramente, isso é, olhamos para nós dispostos a ver de maneira real como somos, quais os sentimentos que habitam o nosso coração, quais os nossos defeitos e qualidades, quais os nossos limites. Quando aceitamos nossas limitações e defeitos (eu digo aceitar, mas não quer dizer se acomodar com eles, esse aceitar é olhar para aquilo que faz parte de nós e que nos incomoda e dizer: sim , está tudo bem você ter esse defeito, ele veio de uma vivência, sua história,  representa a existência de alguém da sua família, assim como as nossas qualidades.

Aceitar é olhar para aquilo que nos incomada e entender a origem e finalidade da sua existência. Quando, amorosamente, fazemos esse exercício, conseguimos transformar aquele defeito ou limitação, afinal, ele já cumpriu sua função de nós levar a evolução, à olhar os fatos de um novo prisma. 

Bert Hellinger nos ensina que "a reconciliação começa em nossa alma. Quando reconhecemos ou amamos o que quer que seja que rejeitamos e do qual temos vergonha, então nós podemos nos tornar mais completos e em paz."

Quando nos reconciliamos conosco, temos facilidade em reconciliar com as outras pessoas, paramos de exigir perfeição nossa e dos outros. Isso gera paz, aumentamos a nossa compreensão conosco, com o nosso tempo de transformação e com o outro, nos tornamos mais Pacíficos e harmoniosos. 

A reconciliação é um processo diário de aceitação, de reconhecimento da vida tal como ela é, de estar aberto as oportunidades de aprendizado que o outro nos traz. Saber que tudo que existe tem uma razão de ser, uma finalidade. Reconciliar é um caminho  para a paz.

(*) DUMARA VOLPATO é advogada e Terapeuta em Constelação Familiar com Curso em Hellinger Sciencia pelo Instituto Hellinger do Brasil; Formação em Constelação Familiar pelo Instituto CreSer de Campo Grande – MS; Curso de Aprofundamento em Novas Constelações e Curso de Análise Transacional pelo Instituto de Constelações Familiares Brigitte Champetier; e Praticante Profissional de Cura Reconectiva e Reconexão, pelo The Reconection, Califórnia – EUA. E-mail: dumaravolpato@gmail.com

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei