Terça-Feira, 13 de Março de 2018, 08h:08

Tamanho do texto A - A+

José Medeiros e Valtenir são os parlamentares que mais trocaram de partido em Mato Grosso

Por: REDAÇÃO

Dos 11 parlamentares de Mato Grosso no Congresso Nacional seis trocaram pelo menos uma vez de partido na atual legislatura. Nos últimos quatro anos, dois senadores e quatro deputados estaduais aproveitaram brechas na legislação e a chamada janela partidária para mudar de sigla.

 

Divulgação

JOsé Medeiros senador

Senador José Medeiros

Entre os senadores, o campeão de trocas é o senador José Medeiros. Primeiro suplente empossado em dezembro de 2014, ele assumiu a cadeira deixada pelo governador Pedro Taques. Ao ocupar o cargo, Medeiros era filiado ao PPS. Em março de 2016, o senador deixou o partido e se mudou para o PSD, do vice-governador Carlos Fávaro.

 

À época, Medeiros era cotado para ser candidato a prefeito de Rondonópolis, enfrentando seu ex-companheiro de sigla, Percival Muniz (PPS). O projeto, no entanto, não se concretizou. Em agosto do ano passado, sem espaço para tentar a reeleição neste ano, Medeiros deixou o PSD para se tornar a principal liderança em Mato Grosso do Podemos, que tem como pré-candidato à presidência o senador Álvaro Dias.

 

Outro senador que mudou de partido foi Blairo Maggi (PP). Depois de iniciar sua trajetória política no PPS, em 2002, Blairo migrou para o PR, partido pelo qual foi eleito senador em 2010. Com o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o ex-governador fechou um acordo com o Progressistas e trocou de partido para se tornar ministro da Agricultura. O único senador que não mudou de partido foi o republicano Welington Fagundes.

 

Entre os deputados federais, o campeão em trocas foi Valtenir Pereira, atual presidente do PSB de Mato Grosso. Ele foi reeleito em 2014 pelo PROS e pouco tempo depois seguiu para o PMB. De olho na possibilidade de disputar a Prefeitura de Cuiabá, em 2016, o deputado migrou para o MDB, mas acabou abrindo mão da candidatura para apoiar o atual prefeito, Emanuel Pinheiro (MDB).

 

Alan Cosme/HiperNoticias

valtenir perreira

Deputado federal Valtenir Pereira

Em junho do ano passado, depois de deflagrada uma disputa interna no PSB que resultou na dissolução da comissão provisória de Mato Grosso, Valtenir mudou de partido mais uma vez e assumiu o comando estadual do partido.

 

A chegada de Valtenir ao partido motivou outras duas mudanças partidárias dos integrantes da bancada de Mato Grosso. Ex-presidente estadual do PSB, Fábio Garcia conseguiu sua liberação da sigla e agora está na Executiva Nacional do Democratas. Já Adilton Sachetti, que também fazia parte do PSB, anunciou nesta semana sua ida para o PRB e pode disputar uma das vagas ao Senado.

 

Por fim, a mais recente novidade envolve o deputado Victório Galli. Para seguir o deputado Jair Bolsonaro, pré-candidato à Presidência, ele deixou o PSC e se tornou membro do PSL, a exemplo do parlamentar fluminense. Seguem nas mesmas siglas os deputados Nilson Leitão (PSDB), Ságuas Moraes (PT) e Ezequiel Fonseca (PP).

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei