Quarta-Feira, 11 de Julho de 2018, 11h:42

Tamanho do texto A - A+

Governador garante que agentes aprovados em concurso serão chamados até agosto

Por: DANNA BELLE

“Nós vamos inaugurar um novo estabelecimento penal em Várzea Grande com 1.100 vagas e precisamos de uns 200, 300 agentes penitenciários que serão chamados no momento correto, agora no mês de agosto, final de julho, para que eles possam estar na academia prontos para dar segurança lá dentro para que tenhamos segurança aqui fora”, garantiu o governador Pedro Taques (PSDB) em entrevista, na manhã desta quarta-feira (11).

 

Alan Cosme/HiperNoticias

pedro taques

 Governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB)

Os servidores do Sistema Penitenciário de Mato Grosso paralisaram as atividades por 48 horas, a partir de hoje, em protesto ao não cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) sobre a convocação dos aprovados no cadastro reserva do concurso público do Sistema Penitenciário, realizado em 2017 e concluído em janeiro deste ano. 

 

O governador justificou a demora no chamamento por estar no limite de gastos com a folha de pagamento dos servidores estaduais, mas assegurou que busca uma solução para contornar a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

 

“Ainda não chamamos porque a Lei de Responsabilidade Fiscal proíbe, mas nós estamos buscando um acordo com o Ministério Público, um Termo de Ajustamento de Conduta porque precisamos desses profissionais, não todos porque nós não temos essa capacidade financeira para pagar”, explicou.

 

Enquanto não ocorre a convocação, Taques tem atendido outras demandas dos agentes penitenciários ativos, como aquisição de fardas e armas letais e não letais.

 

“Nós fizemos uma reunião com o sistema penitenciário na semana passada, entregando equipamentos e fardamentos que nunca foi feito em Mato Grosso, era um grito deles. Quatro mil fardas, duas para cada agente penitenciário”, finalizou.

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei - 3

Leia mais sobre este assunto