Quinta-Feira, 11 de Janeiro de 2018, 17h:50

Tamanho do texto A - A+

Aprovação das contas de Pedro Taques deve ser última missão de Dilmar como líder

Por: FELIPE LEONEL

A aprovação das contas do ano fiscal de 2016 do governo do Estado deve ser a última missão do deputado estadual Dilmar Dal'Bosco (DEM) como líder do governador Pedro Taques (PSDB), na Assembleia Legislativa (AL). O parlamentar já anunciou a entrega da função para focar no projeto de reeleição a deputado estadual e percorrer as cidades no interior, onde está sua base eleitoral.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

dilmar dal bosco

 

O parlamentar ainda acrescentou ao HiperNoticias que o presidente da Casa, deputado Eduardo Botelho (PSB), entrou em contato com ele para tentar demove-lo da ideia de deixar de ser líder. Entretanto, o parlamentar estaria em situação “constrangedora” com os demais políticos, pois o governador Pedro Taques teria prometido pagar parte das emendas e não cumpriu o compromisso.  

 

“Ele [Botelho] me perguntou o que estava acontecendo e eu falei: olha, nós assumimos compromisso com os deputados, a questão das emendas, tem algumas coisas que não viraram realidade. Aí fica ruim para mim também, fica ruim como líder e outra, o problema maior é a questão que é ano eleitoral e não quero prejudicar o governo”, afirmou Dilmar, alegando precisar visitar muitas cidades no Nortão.

 

O parlamentar ameniza, entretanto, ao reconhecer a forte crise econômica do Brasil e do Estado de Mato Grosso e a necessidade de o governo priorizar áreas como a Saúde e pagamento de folha, em detrimento do pagamento de emendas. O parlamentar ainda prevê que o próximo a pegar a liderança do governo não vai enfrentar desgastes, pois as questões mais polêmicas foram superadas com Dilmar como líder.

 

"Foi me dada uma missão, tem mais de ano que estou como líder do Governo. Fiz meu papel decentemente, eu fui um conciliador dentro da Assembleia, não criei atrito com nenhum deputado. Qualquer pessoa que assumir a liderança não vai ter tantos problemas, não vai ter tanto enfrentamento como eu tive", afirmou o parlamentar estadual.

 

As contas do governador devem ser votadas na próxima sessão da Assembleia Legislativa, a ser realizada na terça-feira (16). Além disso, deve ser votada também a criação de uma conta específica para o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab). O objetivo seria impedir a utilização de recursos do Fundo para outras atividades. A Assembleia volta a funcionar na segunda-feira (15).

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto