Segunda-Feira, 09 de Julho de 2018, 15h:54

Tamanho do texto A - A+

Novo vídeo mostra advogado atropelando pintor em Cuiabá

Por: LUIS VINICIUS

Uma nova gravação recebida pelo HiperNotícias mostra o exato momento em que o advogado Dyego Nunes da Silva Souza atropela o pintor Martiniano Cabral, de 54 anos, na noite de sábado (7), no bairro CPA IV, em Cuiabá. Após o crime, o suspeito fugiu sem prestar socorro e logo  foi preso pelo Polícia Civil por resistir a prisão e desacatar os agentes. A vítima teve ossos do quadril e costela quebradosm além do joelho trincado.

 

Reprodução

pintor atropelado no cpa

 

Nas imagens, de pouco menos de um minuto, é possível ver a vítima conversando com um motorista de um carro não identificado. Na filmagem possível ver o pintor gesticulando com o condutor que manobrava o veículo.

 

Depois de pouco mais de 20 segundos de conversa, o pintor deu alguns passos para trás, momento em que foi atropelado pelo veículo Ford Fiesta de Dyego. Em seguida, o advogado fugiu. 

 

Logo depois, populares acionaram uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que encaminhou Martimiano ao Pronto-Socorro de Cuiabá (PSMC). Conforme o primeiro boletim médico da vítima, ele teve ossos da bacia e costela quebrados, além do joelho trincado. Porém, os médicos descartaram a possibilidade de cirurgia.

 

Já o suspeito, fugiu para a casa no bairro Morada da Serra. Na residência, ele acionou seu advogado, Luciano Carvalho do Nascimento. Pouco tempo depois, policiais da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran) foram até a casa do suspeito para tentar prendê-lo.

 

Contudo, o boletim de ocorrência registrado pelos agentes narra que os advogados teriam soltado um cachorro Pitbull para impedir a abordagem. Por outro lado, os juristas afirmam que foram agredidos e que a conduta dos policiais foi muito agressiva. Logo depois, os advogados foram levados à Central de Flagrantes localizado no bairro Verdão.

 

Em um primeiro vídeo divulgado pela imprensa, é possível ver que além do pintor, Dyego atropelou outro homem, que não foi identificado. Aparentemente, ele não teve ferimentos graves e não precisou ser encaminhado a nenhuma unidade de saúde.

 

Pouco tempo depois de ficar na delegacia, Dyego passou por audiência de custódia e foi solto após pagar uma fiança de três salários mínimos, o que equivale a aproximadamente R$ 2.860,00. A decisão foi da juíza Mônica Catarina Perri Siqueira, da Primeira Vara Criminal.

 

Veja o vídeo

 

 

Veja o vídeo em que o advogado atropela duas pessoas.

 

 

OAB cobra providências 

Uma comitiva da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Mato Grosso (OAB-MT) e da Associação Brasileira de Advogados Criminalistas - Mato Grosso (Abracrim-MT) está adotando todas as providências diante da prisão ilegal de um advogado no exercício da profissão.

 

Conforme a associação, o advogado Luciano Carvalho foi agredido e detido de forma arbitrária por policiais do GOE e conduzido até a delegacia quando atendia um cliente.

 

Diante disso, a diretoria da OAB-MT, Tribunal de Defesa das Prerrogativas (TDP), membros das comissões temáticas e da Abracrim se reuniram com o delegado Guilherme Fachinelli, no Cisc Verdão, na manhã deste sábado (07), que já informou que o caso será encaminhado à Corregedoria da Polícia Civil para apuração.

 

 

Leia mais 

 

Filmagem mostra momento em que advogado atropela dois pedestres

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1