Quarta-Feira, 01 de Agosto de 2018, 20h:27

Tamanho do texto A - A+

"Justiceiro do crime", Sapinho morre em troca de tiros com a PM

Por: LUIS VINICIUS

O criminoso Flávio Castro de Lima, de 31 anos, conhecido como “Sapinho”, morreu após trocar tiros com policiais do 10º Batalhão, no início da noite desta quarta-feira (1), no bairro Novo Colorado, em Cuiabá. O homem é conhecido das forças policiais por ter cometido vários crimes na região e também era acusado de ter participado do tiroteio contra militares na noite de terça-feira (31), no bairro Jardim Mariana, também na Capital.

 

sapinho montagem.jpg

 

Conforme informações, os PMs receberam um denúncia anônima de que um dos participantes da troca de tiro ocorrida na terça-feira, estaria escondido em uma casa no bairro Novo Colorado. Diante disso, os militares foram até o local e ao se aproximarem da residência foram recebidos a tiros.

 

De imediato, os agentes revidaram a ação criminosa e atiraram na direção de Sapinho. Durante a troca de tiros, uns dos disparos atingiram o "justiceiro". Os militares acionaram uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). No entanto, quando os socorristas chegaram ao local, o criminoso já estava morto.

 

Ao serem questionados, policiais que atenderam a ocorrência informaram que Sapinho já respondia por ter cometido mais de oito homicídios e além de já ter sido preso diversas vezes por tráfico de drogas.

 

De acordo com os moradores da região, “Sapinho” era uma espécie de “xerife” do bairro, pois dava a “segurança” aos moradores. Os populares informaram que no criminoso evitava que outros bandidos pratiquem assaltos na região, oferecendo uma falsa ilusão de proteção aos moradores.

 

Em 2007, quem praticasse roubo sem a sua permissão geralmente era assassinado por Sapinho. O bandido já se envolveu em várias trocas de tiros com a polícia, isso desde que era adolescente. Foi apenado por homicídio, aos 17 anos, permanecendo um ano e oito meses no Centro Socioeducativo (antigo Pomeri).

 

O corpo dele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para ser realizado exame de necropsia. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil.

 

 

 

 

Leia mais sobre este assunto




9 Comentários

Kassia - 01/08/2018

Foi tarde esse monstro ele matou meu irmão destruiu a nossa família agora que está onde sempre deveria nos quintos dos internos e quem defende vagabundo e pior que ele

Cidadão de bem - 01/08/2018

Parabéns aos braços heróis pela ocorrência, cumprimentos do dever,se atira na polícia ,com certeza vai receber bala,estaria errado se recebesse flores. Agora vamos ser realista,essa imprensa ,esse povo que defende bandido, é muita ipocrita,fica nessa falsa ilusão de que criminoso dar segurança ,e fica acoitando esses tipos de vermes,esse povo que apoia esse tipo coisas com certeza não é cidadão de bem,deve ser farinha do mesmo saco de o defunto

Meu pau - 01/08/2018

Quem matou ele foi esses vermes da pm nem teve tiroteio nada bando de otarios voces que puxa saco de um homem de farda

Menezes - 01/08/2018

Vai pular no colo do capeta. Realizava diversos roubos fazendo várias vítimas , diversos homicídios e ainda tem um lixo da sociedade que ainda o defendia.

Matos - 01/08/2018

Vagabundo morre e vcs enaltecem esse canalha safado, já estava fazendo hora extra, já foi tarde, palhaçada.

Rui Passos - 01/08/2018

Parabéns a gloriosa polícia militar pela ação legítima A sociedade de bem agradece.

Júnior - 01/08/2018

Então é mais que justo o revide e a resposta dada pela segurança pública agora pelo amor de Deus intitular um criminoso desses como "justiceiro" como o "Blade" do Colorado aí não né a imprensa tinha e sim que postar uma nota positiva em favor da Polícia militar um grande abraço aos heróis que são esses honrados polícias que mesmo com o risco da própria vida mantém a ordem é a segurança

Bueno - 01/08/2018

O crime tem 3 c's...cadeia cadeira de rodas e cemitério

Bandido bom é morto - 01/08/2018

O sapo pulou Kkkkkkk

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA