Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 09h:00

Tamanho do texto A - A+

Aluno é apreendido por atacar professor em escola ao ser retirado da sala

Por: LUIS VINICIUS

Um aluno de idade não revelada, foi apreendido pela Polícia Militar, suspeito de ter agredido um professor, dentro da Escola Estadual Raimundo Pinheiro da Silva, localizada na região do Coxipó, em Cuiabá. O crime aconteceu na manhã desta terça-feira (12), após o profissional flagrar o adolescente jogando baralho dentro da sala de aula.

 

raimundo pinheiro.jpg

 

Conforme informações da Polícia Militar, o professor que também não foi identificado, relatou que, ao ver o estudante jogando cartas, pediu para que ele se retirasse da sala e o levou até a coordenadoria da unidade de ensino.

 

Logo após conversar com a diretora da escola, o adolescente voltou para a sala de aula e ameaçou o professor. Diante disso, a vítima afirmou que denunciaria o adolescente à Polícia Militar.  Neste momento, o aluno tentou agredir o servidor, mas foi impedido pelos outros estudantes.

 

Logo depois, o professor disse que saiu da sala e foi até a sala de vídeo. O adolescente seguiu o professor e lhe acertou um soco no rosto. O docente disse ainda que os outros alunos ainda o tentaram segurar, mas o suspeito conseguiu o atacar.

 

Após a agressão, a Polícia Militar foi acionada e apreendeu o adolescente. Ele foi encaminhado à Central de Flagrantes para serem tomadas as medidas cabíveis. O caso será investigado pela Delegacia Especializada do Adolescente.

 

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) afirmou que após a apreensão do adolescente, os pais do aluno foram acionados e que o discente será transferido para outra unidade de ensino.

 

 

Veja nota na íntegra 

 

1 – A gestão da unidade escolar adotou todos os procedimentos necessários, seguindo o regimento interno da escola;

 

2 – Os pais do aluno foram chamados na unidade e informados sobre o ocorrido e as consequências do ato do estudante;

 

3 – Como já havia histórico de comportamento indisciplinar do aluno, a gestão da escolar tomou a decisão, em último recurso, de acordo com o regimento, de promover a transferência do mesmo para outra unidade da rede;

 

4 – Seguindo os procedimentos, um boletim de ocorrência na Polícia Civil foi registrado pelo professor para que sejam apurados os fatos;

 

5 – A Seduc lamenta o ocorrido e destaca que está acompanhando o andamento das investigações e dando suporte ao servidor e à família do estudante;

 

6 – Ressalta ainda que sempre atuou para promover a Cultura de Paz nas unidades escolares da rede estadual de ensino. Entre as atividades, implementou o Anjos da Escola, um programa com diversas ações integradas para reduzir a evasão escolar, combater a indisciplina, a infrenquência e a infração no ambiente escolar;

 

7 - A equipe tem realizado um diagnóstico das unidades com maior índice de infrações para aumentar as ações preventivas, como palestras, capacitações e cursos para a prevenção ao uso de álcool, tabaco, crack, entre outras drogas, além dos casos de bullying.

 

8 - Os pais e professores também estão sendo capacitados para identificar e prevenir as situações de risco. 

 

9 - A Seduc também tem ampliado os programas que funcionam no contraturno das aulas, como os projetos de Educomunicação e Prinart, este envolvendo atividades como música e arte, além do Rede Cidadã, desenvolvido pela Polícia Militar, para diminuir as situações de risco.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto