Terça-Feira, 07 de Agosto de 2018, 16h:36

Tamanho do texto A - A+

TCE bloqueia R$ 16,6 milhões de deputados estaduais

Por: ANA FLÁVIA CORRÊA

O Pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE) votou por indisponibilizar R$ 16,6 milhões dos deputados estaduais Romoaldo Júnior (MDB) e Mauro Savi (DEM) pelo superfaturamento na obra do estacionamento da Assembleia Legislativa, orçada em R$ 29 milhões. A decisão é desta terça-feira (7). 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

mauro savi/operação bonus

 

Além dos deputados, tiveram os bens bloqueados alguns responsáveis pela obra, como os servidores Valdenir Benedito, Mauro Iwassake e Adilson Moreira da Silva e a empresa Tirante Construtora. 

 

Entre as irregularidades apontadas estão o pagamento por serviços não executados, o superfaturamento e a falta de fiscalização da obra. 

 

Em sessão anterior, de 12 de junho, a relatora do processo, conselheira Jaqueline Jacobsen, votou pela devolução do dinheiro ao erário, mas o voto não teve prosseguimento devido ao pedido de vista do conselheiro Moises Maciel. 

 

Na sessão desta terça, Maciel agravou a decisão e teve seu voto acolhido em parte pela relatora. De acordo com o entendimento do conselheiro, a empresa Tirante não pode receber nenhum pagamento até que seja regularizado o débito. Ainda, ele pleiteou pelo bloqueio nas contas dos envolvidos. 

 

O estacionamento foi concluído em 2015, sob responsabilidade da Tirante Construtora. A obra foi orçada em R$ 26 milhões. A investigação começou após pedido do deputado estadual Guilherme Malouf, que se tornou presidente da AL na gestão seguinte. 

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei