Sábado, 07 de Julho de 2018, 14h:54

Tamanho do texto A - A+

OAB cobra da Sesp e governador medidas sobre prisão de advogado

Por: REDAÇÃO

Uma comitiva da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Mato Grosso (OAB-MT) e da Associação Brasileira de Advogados Criminalistas - Mato Grosso (Abracrim-MT) está adotando todas as providências diante da prisão ilegal de um advogado no exercício da profissão na noite desta sexta-feira (06) em Cuiabá.

 

Assessoria

Leonardo Campos

 Presidente da OAB-MT Leonardo Campos

O advogado Luciano Carvalho foi agredido e detido de forma arbitrária por policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE) e conduzido até o Cisc Verdão quando atendia um cliente.

 

Diante da flagrante violação às prerrogativas profissionais e da ação truculenta, a diretoria da OAB-MT, Tribunal de Defesa das Prerrogativas (TDP), membros das comissões temáticas e da Abracrim se reuniram com o delegado Guilherme Fachinelli, no Cisc Verdão, na manhã deste sábado (07), que já informou que o caso será encaminhado à Corregedoria da Polícia Civil para apuração.

 

“A OAB-MT não vai se calar frente aos abusos ocorridos. Se o policial que tem por dever proteger a população dispensa um tratamento desses a um advogado que está atendendo seu cliente, imagine o quanto sofre a população? Não vamos generalizar, mas vamos pedir punição exemplar”, destacou o presidente da Ordem, Leonardo Campos.

 

Toda a ação truculenta foi registrada em vídeos que já foram encaminhados às autoridades competentes para as devidas providências. Devido à violência da ação, o advogado precisou ser encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel Urbano (Samu) ao Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (HPSMC).

 

Em razão da gravidade do caso, o governador Pedro Taques se reunirá com a OAB-MT ainda neste fim de semana para discutir a situação. A comitiva também se reunirá com o secretário de Estado de Segurança Pública e o delegado-geral da Polícia Civil na próxima segunda-feira (09).

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei - 3