Sábado, 19 de Maio de 2018, 11h:50

Tamanho do texto A - A+

Interrogatórios sobre desvio de R$ 7 mi começam esta semana

Por: JESSICA BACHEGA

Começam na próxima semana as audiências de instrução e julgamentos referente a Operação Seven 2. As oitivas serão realizadas entre os dias 25 de maio e 8 de junho, na Sétima Vara Criminal de Cuiabá, presididas pelo juíza Jorge Luiz Tadeu, que assumiu a ação que antes estava sob a relatoria da juíza Selma Arruda, aposentada esse ano.

 

Assessoria TJMT

Jorge Luiz Tadeu Rodrigues

 Juiz Jorge Tadeu irá presidir as audiências

A ação investiga o suposto desvio de R$ 7 milhões do erário por meio da compra de uma área de rural na região do Lago do Manso. Terreno que já era do Estado e teria sido comprado pela segunda vez. 

 

São acusados de envolvimento na empreitada criminosa empresários e servidores estaduais da gestão do ex-governador Silval Barbosa (sem partido).

 

N dia 25 de maio serão ouvidas testemunhas de acusação convocadas pelo Ministério Público Estadual (MPE). Já nos dias  28 e 30 de maio será a vez das testemunhas de defesa e nos dias 4 e 8 os réus serão ouvidos.

 

Confira lista de interrogados

Para o dia 25 de maio de 2018, às 14 horas, testemunhas de acusação

 

1 – Egnaldo da Silva Gois 

2 – José Gonçalo de Souza 

3 – João Bertoli Filho 

4 – Benedito Bento Sobrinho 

 

Para o dia 28 de maio de 2018, às 14h, para oitiva das testemunhas de defesa relativas aos réus  Filinto Correa da Costa, João Celestino da Costa Neto, Filinto Correa da Costa Junior e Francisco Gomes de Andrade Lima Filho.

 

1– Jurandir Silva Vieira 

2– Benedito Bento Sobrinho 

3 - João Bertoli 

4- Gerson Dalcanale 

5– Michael Malouf 

6– Fernando Salgado 

7 – Giancarlo Castrillon 

8– Fernando Metello Gomes de Almeida 

9– Clovis Rodrigues Taques de Andrade 

10– Luciano Luiz Brecovici 

11– Bettânia Maria Gomes Pedroso Herlos 

12 – Maria Aparecida Andrade Lima Corrêa da Costa

 

Para o dia 30 de maio de 2018, às 14 h, testemunhas de defesa relativas aos réus Marcel Cursi de Souza e Marcos Amorim da Silva

 

1– Narjaira Barros 

2– Davi Ferreira Botelho

3– Fernando Siqueira 

4– Ondina E. S. de Amorim Lima 

5– Valdir Simão 

6– Odirlei Reichordt 

7 - Marco Antonio Sales Carvalho 

8– Jean Jackes do Carmo 

 

Para o dia 04 de junho de 2018, às 14h, serão interrogados os réus

1 – André Luiz Marques de Souza (colaborador);

2 – Afonso Dalberto;

3 – Pedro Jamil Nadaf;

4 – João Justino P. de Barros;

5– Filinto Correa da Costa;

6– Filinto Correa da Costa Junior;

 

Para o dia 08 de junho de 2018, às 14h serão interrogados os acusados

1– João Celestino da Costa Neto.

2– Luciano Candido do Amaral;

3 – Marcel Souza de Cursi;

4–Marcos Amorim da Silva;

5– Antonia Magna Batista da Rocha;

6– Francisco Gomes de Andrade Lima Filho;

7 – Roberto Peregrino Morales (Carta Precatória)

 

Seven

A Operação Seven desnudou um esquema de desvio de recursos públicos por meio da compra de um terreno rural na região do Manso. Segundo as investigações, R$ 7 milhões foram desviados nessa aquisição. O terreno, no entanto, já pertencia ao Poder Público. 

 

O médico Filinto Correa da Costa teria negociado, em 2002, uma área de 3 mil hectares na fazenda Fazenda Cuiabá da Larga, entre Nobres e Rosário Oeste, ao custo de R$ 1,8 milhão. Doze anos depois, em 2014, Filinto voltou a oferecer 721 hectares da mesma área ao Estado. Agora, pelo valor de R$ 7 milhões. 

 

O MPE afirma na primeira denúncia da Seven, que a compra ocorreu com celeridade, e o grupo mais próximo ao então governador Silval Barbosa tentou simular que essa nova compra seria de uma parte do terreno que não havia sido adquiria em 2002. A simulação ocorreu com a mudança de classificação da área, de “Parque Estadual” para “Estação Ecológica”. 

 

A compra duplicada teria ocorrido com superfaturamento de R$ 4 milhões. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei