Terça-Feira, 15 de Maio de 2018, 16h:05

Tamanho do texto A - A+

Açofer é condenada por fechar porta e atingir cabeça de cliente

Por: JESSICA BACHEGA

A empresa Açofer Indústria e Comércio Ltda., foi condenada a indenizar uma cliente em R$ 4 mil por danos morais. A mulher fazia compras na loja quando foi atingida pela porta do estabelecimento, que fechou sobre sua cabeça, causando danos que a impossibilitam de trabalhar.  A decisão é do juiz Bruno D’oliveira Marques, da Oitava Vara Civel de Cuiabá.

 

Reprodução

acofer

 

De acordo com a decisão publicada no Diário de Justiça Eletrônico (DJE) desta segunda-feira (14), a cabeleireira Ana Zilda Rodrigues de Amorim foi até a loja, no dia 10 de junho de 2013,  acompanhada do marido, realizar orçamento para reforma de seu local de trabalho.

 

Após solicitar os preços, a mulher esperava o marido do lado de fora da loja, por volta das 11h30, quando um funcionário começou a baixar a porta do prédio.  Ao perceber que seria atingida, ela colocou as mãos sobre a cabeça para se proteger. A atitude causou corte do dedo polegar e lesão na cabeça na vítima. “[...] devido ao ocorrido está impossibilitada de exercer sua profissão como cabelereira”, conta em trecho da decisão.

 

A empresa refutou os argumentos da mulher, dizendo que na hora do acidente ela estava no lado de fora da loja e que o funcionário não a viu ao fechar a porta. 

 

Em audiência de conciliação, a empresa ofereceu indenização de R$ 3 mil à cabeleireira, mas ela rejeitou.

 

Diante da frustração na tentativa de acordo, o juiz determinou que a empresa pague R$ 4 mil à cabeleireira e ambos dividam as custas processais. Os valores devem ser corrigidos de acordo com a inflação atual. 

 

Leia também

Concessionária é condenada a indenizar cliente por defeito em carro

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1