Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2018, 10h:23

Tamanho do texto A - A+

Espetáculo Mulheres da Terra será apresentado em São Paulo

Por: REDAÇÃO

Resultado da adaptação feita por Flávio Ferreira, Heloise Godoy e Gustavo Teixeira dos relatos de trabalhadoras rurais mato-grossenses publicados no livro “Dez mulheres, muitas vidas”, da jornalista Scheilla Gumes e do fotógrafo Andenor Gondim, o Espetáculo Mulheres da Terra será apresentado na 19ª edição do Festival Satyrianas, que acontece de 11 a 14 de outubro, em São Paulo.

 

Divulgação

mulheres da terra

 

O Festival Satyrianas tem como tema “Satyrianas do amor – Sem medo do clichê”, que celebra a volta de atividades ao ar livre na praça Roosevelt. Os espaços culturais do entorno com apresentações de teatro, dança e música, exibição de filmes e performances em 72 horas ininterruptas de programação gratuita.

 

Para o diretor da Associação Cultural Cena Onze, Flávio Ferreira, a apresentação é motivo de orgulho. “Esse intercâmbio cultural tem um valor imenso para todos nós. Será incrível poder assistir às peças de grandes companhias e ainda trabalhar nos bastidores”, comenta.

 

Sucesso de público nas duas temporadas apresentadas no Espaço Anderson Flores, no Cine Teatro Cuiabá, a peça foi montada a partir da busca por essas personagens reais, quando o elenco da Cia Cena Onze de Teatro viajou pelo interior de Mato Grosso e conheceu nas comunidades rurais o olhar feminino de mulheres generosas e fortes, que sobrevivem em um ambiente dominado pelo agronegócio, em que o poder do dinheiro concentrado nas mãos de poucos está acima de quase tudo.

 

Encenada no formato de teatro de arena, em um palco circular coberto por terra e com impactante trilha sonora ao vivo, a peça busca reproduzir a vida de Bete, Vera, Miguelina, Ivani, Germanba, Leonora, Dorcina, Raimunda, Maria Ivanildes, Lindaura, Camila e Aline.

 

"O espetáculo aproxima o público de lutas justas, histórias inesquecíveis e muitas vezes assustadoras", finaliza Flávio Ferreira.

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei