Segunda-Feira, 19 de Fevereiro de 2018, 10h:28

Tamanho do texto A - A+

Meu biscoitinho de amêndoas

Por: MIRELLA CARVALHO

Mirella Carvalho

 

Antes mesmo que eu e minha irmã tivéssemos idade para pensar em filhos, eu já sabia. Ela estava prometida como minha afilhada.

 

Nem me preocupava quando os outros perguntavam quando descobriríamos o sexo.
Eu também já sabia: era ELA.
Sempre soube que viria uma heroína para completar nosso quarteto, antes trio, formado por minha mãe, minha irmã e eu.

 

Não escondo (muito menos dela!)
que quanto mais ela cresce, mais cresce o meu amor.
Até porque, antes era chato:
um serzinho que não se comunicava,
muito menos brincava ou interagia.

 

Antes, éramos nós que a ensinávamos.
A comer, a falar, a andar passinho por passinho.
Hoje, ela nos ensina uma porção de lições a cada dia.
E como é mágico ver o mundo através dos seus olhos.

 

Ela nos mostra a vida com a sua simplicidade
e, ao mesmo tempo, com uma imensa coragem.
Ela tem habilidade para lidar com qualquer imprevisto
e todo, mas todo amor que há no mundo brilham naqueles olhinhos.


 
Hoje, não sei o que seria das nossas vidas sem ela.
Costumo dizer que ela transformou – e aumentou consideravelmente – o significado da palavra amor.
Trouxe uma incidência maior da cor rosa e, claro,
muito glitter e purpurina.

 

Minha doce menina, não tenha pressa em crescer.
Nossos olhos brilham a cada aprendizado seu.
Cada conquista sua, também é nossa.
Que privilégio é tê-la como nossa.

 

Nosso pequeno biscoitinho de amêndoas: Alicia!

 

*Mirella Carvalho é uma tia-dinda babona assumida, que morre de amores pelo pedacinho de gente que ganhou de presente em 2011. E acredita que, algum dia, ela lerá esse texto feito com tanto amor e carinho, só pra ela!

Avalie esta matéria: Gostei +8 | Não gostei