Sábado, 24 de Dezembro de 2016, 08h:35

Tamanho do texto A - A+

Caravana da Transformação atende mais de 60 mil em 2016

Por: REDAÇÃO

O último Censo do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) realizado em 2014, apontou uma dificuldade enfrentada por Mato Grosso: a maioria dos oftalmologistas atuam na região metropolitana de Cuiabá. Segundo a pesquisa, 61% destes profissionais estão concentrados em Cuiabá e Várzea Grande, sendo que apenas 18 dos 141 municípios do Estado possuem este tipo de profissional atuando regularmente.

 

GCom-MT

caravana da transformação

 

Estes índices e a necessidade de aproximar cada vez mais o Estado do cidadão fizeram o Governo de Mato Grosso criar a Caravana da Transformação, instituída a partir do Decreto N° 408, publicado em 22 de janeiro de 2016, no Diário Oficial do Estado. O objetivo central do programa são os atendimentos de saúde e cidadania nos municípios do interior, com ênfase nas cirurgias de catarata e pterígio e na emissão de documentos.

 

Desde o lançamento do programa, que ocorreu no dia 4 de julho, a iniciativa percorreu três municípios do interior: Barra do Bugres, Peixoto de Azevedo e Canarana. Entretanto, a cada edição são atendidas as demandas das cidades mais próximas, além de cidadãos que procuram os serviços por conta própria. Desta maneira, 104 municípios e aproximadamente 60 mil mato-grossenses foram atendidos em 2016.

 

Na área de saúde, o Governo do Estado disponibilizou consultas, exames e cirurgias oftalmológicas, capacitações de profissionais da saúde em prevenção, diagnóstico e tratamento de Hanseníase e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs)/AIDS, além de atendimentos odontológicos.

 

Já na área de cidadania, são diversos serviços disponibilizados, desde a emissão de documentos, plastificação e fotocópias, fotos 3x4, embelezamento, palestras, oficinas, orientação jurídica e campanhas de educação ambiental e do trânsito.

 

Oftalmologia

 

Tendo como público-alvo pessoas acima de 55 anos, os atendimentos oftalmológicos são considerados o carro-chefe da iniciativa. Durante as três edições foram realizados um total de 98.532 procedimentos, que envolvem consultas, exames e cirurgias. Destes, 7.541 foram cirurgias de catarata, pterígio e yag laser. Já as consultas e exames somaram 90.991 atendimentos.

 

Odontologia

 

Na última edição da caravana, realizada em Canarana, o Governo do Estado disponibilizou atendimento odontológico, tendo como público-alvo os estudantes de escolas públicas. Foram realizadas 757 consultas odontológicas e um total de 6.866 procedimentos odontológicos, entre eles profilaxia, restaurações, periodontia e extrações.

 

Capacitações em saúde

 

Mato Grosso é o Estado com maior número de casos de hanseníase no país. O índice é de 10,19 casos por 10 mil habitantes, enquanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera aceitável a taxa de prevalência de até 1 caso para 10 mil habitantes. Por isso o Governo do Estado enxergou na Caravana da Transformação uma oportunidade de capacitar os profissionais da saúde na prevenção, diagnóstico e tratamento da doença.

 

Da mesma maneira, o Governo também realiza capacitações em prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs)/AIDS. Ao todo, 255 profissionais estão aptos a diagnosticar ocorrências em seus municípios.

 

Cidadania

 

O outro lado da Caravana da Transformação são os atendimentos de cidadania. Durante as três edições da iniciativa foram realizados 57.736 atendimentos envolvendo os mais diversos serviços. Deste montante, 2.597 atendimentos foram para a emissão de documentos.

 

Entre os documentos emitidos estão RG, CPF, Carteira de Trabalho, Certidão de Nascimento, Carteira de Pescador, Cartão SUS e Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV).

 

Já os demais serviços de cidadania oferecidos durante as três caravanas são: emissão de fotos 3x4, plastificação e fotocópias de documentos, corte de cabelo, design de sobrancelha, consulta e regularização de veículos e habilitação de motorista, aferição de pressão arterial, glicemia capilar, tipagem sanguínea, Biblioteca Itinerante, jogos e dinâmicas, educação ambiental e distribuição de mudas, orientação jurídica, encaminhamento ao mercado de trabalho, palestras, oficinas e cursos de qualificação, entre outros.

 

Voluntariado

 

Parte fundamental da Caravana da Transformação são os voluntários que trabalham durante os dias de evento. Para isso, eles são capacitados pela Secretaria Adjunta de Proteção e Defesa Civil, vinculada à Secretaria de Estado de Cidades (Secid), em módulos que vão desde noções de primeiros socorros, a noções de combate a princípio de incêndio e até atendimento ao público.

 

Ao todo, 754 voluntários foram capacitados em 2016. Contudo, quem ganha é o município, já que estas pessoas estão aptas a lidar com situações de emergência que possam ocorrer futuramente.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto